Adoção
    
Domingo, 04 Março 2018 20:41

Os órfãos e as famílias espirituais

FONTE: CHICO DE MINAS XAVIER - TV MUNDO MAIOR | Ricardo Guelfi de Souza

“Agrada a Deus quem estende a mão a uma criatura abandonada, porque compreende e pratica a sua lei.” (O Evangelho Segundo o Espiritismo)

No dia 24 de Dezembro é comemorado o Dia do Órfão. Esta data é importante para lembrarmos daqueles que precisam de uma família.


Através dos ensinamentos da doutrina dos espíritos tomamos o conhecimento das famílias espirituais e dos laços de união entre os afins. 

“Há dois tipos de famílias: as famílias pelos laços espirituais e as famílias pelos laços corporais”
(O Evangelho Segundo o Espiritismo)

A adoção é um nobre gesto, mas pode ser também uma programação da espiritualidade superior. As famílias são formados pelo amor, carinho e cuidado, uns pelos outros.

É importante acolher aqueles que são abandonados, sejam crianças em abrigos e orfanatos ou dentro de famílias que as rejeitam. Muitas parentes adotam as crianças rejeitadas pelo próprio sangue, como avós que cuidam de netos, por exemplo.

Adoção

Há uma batalha muito grande contra a burocratização do sistema de adoção no país, mas também é quase unânime a preferência por bebês. Muitas crianças mais velhas e com irmãos precisam de um lar.

É fundamental quebrar os preconceitos em relação a gênero, descendência étnica ou faixa etária, fatores cruciais que contribuem para o aumento das filas de adoção.
Os órfãos são crianças a espera de seus amor. A adoção por solteiros, casais que não podem ter filhos ou casais homoafetivos, recebem a oportunidade de constituir uma família e dedicar o cuidado a uma criança.

A adoção é uma forma de guiar a encarnação de um órfão e garantir-lhe valores, amor e uma família. Transmita fé e esperança para seus filhos e contribua com um mundo mais fraterno. Adote uma criança.

Viver amor na família

O amor que nos une, nos torna uma família.

FAMÍLIA
Lei nº 12.010 de 2009 - Artigo 25 : "Entende-se por família extensa ou ampliada aquela que se estende para além da unidade pais e filhos ou da unidade do casal, formada por parentes próximos com os quais a criança ou adolescente convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade." (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009)

“Na estação da vida fomos atraídos pelo vagão do destino que nos levou para uma maravilhosa viagem de encontro ao amor.”