Diversidade
    

Diversidade

Sexta, 11 Janeiro 2019 23:41

Por que 29% dos LGBTs votam em Bolsonaro?




FONTE: EL PAÍS - Por: Lucas Bulgarelli

É essencial entender que há discriminação e acolhimento simultaneamente ao público entre bolsonaristas

Durante seus quase trinta anos de mandato, Jair Bolsonaro se notabilizou na Câmara dos Deputados e na imprensa por declarações como a defesa da castração química e a preferência por um filho morto a um filho gay. Há algumas semanas, um de seus filhos, Carlos Bolsonaro, republicou em seu perfil no Instagram uma imagem que simulava uma cena de tortura de um jovem gay. Em lives no Facebook, o capitão reformado subiu o tom em seus posicionamentos recentes, defendendo que desapareçam as “minorias” que não se adequem às “maiorias”.



FONTE: OBSERVATÓRIO G

O documento final aprovado no último sábado (26) pelo Sínodo dos Bispos que aconteceu durante todo este mês de outubro, no Vaticano, concluiu que os homossexuais sejam acolhidos pela Igreja Católica e que não haja discriminação contra os seus membros dentro da religião.

Intitulado “inclinações sexuais”, o ponto foi considerado um dos mais polêmicos e controversos de todo o documento que contém 167 pontos, divididos em 60 páginas, aprovados pelos 149 chamados padres sinodais e todos eles com a maioria de dois terços que se requeria segundo as regras do Sínodo. As informações são da agência Efe.

Este é o ponto que gerou mais discussão, e por isso, recebeu o maior número de votos de protestos, sendo um total de 65. Na descrição, diz que o evento “se reafirma que Deus ama todas as pessoas e assim faz a Igreja, reiterando seu compromisso contra qualquer discriminação e violência sobre a base sexual”.

Apesar de se especificar que a Igreja “reafirma a antropológica diferença e reciprocidade entre homem e mulher”, o documento também alega que “retém que é algo restritivo definir a identidade das pessoas a partir unicamente da sua orientação sexual”.

O texto reconhece que em muitas comunidades já existem “caminhos para acompanhar na fé pessoas homossexuais” e que o Sínodo “recomenda favorecer estes caminhos”, e concluindo que: “se ajuda a todos os jovens, sem excluir ninguém, a integrar sempre mais a dimensão sexual na sua própria personalidade”.

Apesar de estar presente no texto preparatório do evento, a sigla LGBT não foi utilizada no documento final. Por ser rejeitada por alguns membros incluindo o arcebispo da Filadélfia, Charles Chaput, que em seu discurso chegou a negar a existência de “LGBTQ católico”.




FONTE: OBSERVATÓRIO G

A 27ª Vara Federal do Rio de Janeiro concedeu parecer favorável ao pedido de suspensão do processo de reforma compulsória na Marinha de uma mulher transexual. Ela foi obrigada a se aposentar das Forças Armadas por causa da sua identidade de gênero.

A ação ordinária foi ajuizada após a emissão do laudo de incapacidade definitiva para o Serviço Ativo da Marinha. De acordo com a Defensoria Pública da União, a decisão cabe recurso pelo fato de ser primeira instância.


FONTE: G1 

Mais de 12 mil pedidos de crianças em situação de vulnerabilidade social podem ser realizados; veja como participar.

A Campanha Papai Noel dos Correios 2018 lançou esta semana um blog em que internautas podem adotar cartinhas pela internet e ajudar crianças a realizarem os sonhos de presentes de Natal. Os interessados devem acessar a página do projeto, realizar um cadastro, escolher um pedido para realizar e entregar o presente na casa do Bom Velhinho, instalada nos Correios (veja prazos abaixo).

Página 1 de 17
Viver amor na família

O amor que nos une, nos torna uma família.

FAMÍLIA
Lei nº 12.010 de 2009 - Artigo 25 : "Entende-se por família extensa ou ampliada aquela que se estende para além da unidade pais e filhos ou da unidade do casal, formada por parentes próximos com os quais a criança ou adolescente convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade." (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009)

“Na estação da vida fomos atraídos pelo vagão do destino que nos levou para uma maravilhosa viagem de encontro ao amor.”