Blog
    
Segunda, 20 Novembro 2017 16:25

Sob o mal disfarçado véu do preconceito

“O amor que nos une nos torna uma família”.

Esta frase forte norteia minha vida e tem sido a bússola que me impulsiona para seguir em frente no trabalho e na vida que me propus a realizar e viver.

Ao longo dos anos meu companheiro e eu passamos por muitos momentos difíceis, quando vivenciamos na pele o preconceito ainda tão enraizado na sociedade.

O tempo passou, nos fortalecemos em nossa união, companheirismo e como não poderia deixar de ser, chegou o momento de coroarmos nosso amor com uma família.

A necessidade de dividir nosso amor e tudo o que conquistamos de bom em nossa vida, nos trouxe a adoção para perto de nós.

 

Família não é só homem, mulher e filho. Família pode ser feita com homem com homem e mulher com mulher.

O importante é amar as pessoas que estão ao seu redor, pois o que vale é você amá-las, respeitá-las e o mais importante, ter confiança, é isso que é uma família.



A minha família é feita com os meus pais Claus Peter O Willi, Hélio Yoshinori Eto e Wesley Marlon Eto Willi. Essa pode não ser a melhor família do mundo mas é a minha família e eu a amo.

São muitas as tristes histórias de crianças que sofrem abusos por parte de pais e familiares ou que sofrem com o abuso de drogas por parte daqueles que deveriam zelar pelo seu bem-estar. Entretanto, a esperança de conseguirem restabelecer laços familiares com outra família é sempre grande.

Desde a Constituição de 1988, a adoção no Brasil é vista como uma medida protetiva à criança e ao adolescente. Isso quer dizer que, muito além dos interesses dos adultos envolvidos, a adoção é um processo que prioriza o bem-estar das crianças e dos adolescentes que estão em situação de adoção.

Segunda, 20 Novembro 2017 16:23

A Chegada de Teodoro

Eu, Saulo Amorim, e meu marido, Renan Sanandres nos conhecemos no princípio de 2005!

Nos conhecemos pela internet e nos apaixonamos à primeira vista. Desde o primeiro encontro, nunca estivemos longe um do outro por mais de uma semana!

Namoramos por cinco anos até decidirmos pela consolidação de nossa família.

Em 2010 formalizamos a união estável em cartório e decidimos denominá-la de noivado, porque almejávamos poder convertê-la em casamento tão logo fosse possível.

Viver amor na família

O amor que nos une, nos torna uma família.

FAMÍLIA
Lei nº 12.010 de 2009 - Artigo 25 : "Entende-se por família extensa ou ampliada aquela que se estende para além da unidade pais e filhos ou da unidade do casal, formada por parentes próximos com os quais a criança ou adolescente convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade." (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009)

“Na estação da vida fomos atraídos pelo vagão do destino que nos levou para uma maravilhosa viagem de encontro ao amor.”