Alemanha
    
Super User

Super User



FONTE: CAMPO GRANDE NEWS

Na contramão do medo e da rejeição, casal adotou quatro crianças porque sabe que família é muito mais do que laços sanguíneos.

Quando Kelly Casarini, de 38 anos, revela que foi mãe pela primeira vez aos 30 e, que um dos filhos já alcançou a maioridade, muita gente fica surpresa. Entre olhares e questionamentos, a mãe revela que quatro filhos chegaram por adoção, mas hoje sua maior alegria é ver a felicidade de quem parece ter nascido junto e já planeja morar ao lado do irmão.


FONTE: ESTADÃO

Apenas 14% dos casais que querem adotar no País aceitariam filhos de sete a 17 anos; juiz explica que muitos jovens se preparam emocionalmente para viver sem família ao atingirem a maioridade

FONTE: BBC

Em novembro, o italiano de 41 anos publicou o livro Nata per te (Nascida para Você, em tradução literal), escrito em parceria com Luca Mercadante, sobre sua experiência como pai.

FONTE: HOJE EM DIA

Victor e Wilker estudavam Engenharia Hídrica em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, quando se apaixonaram. Com o fim da graduação, os dois jovens baianos decidiram estudar juntos para o concurso público da Polícia Militar de Minas Gerais e acabaram sendo colegas de sala de aula, dessa vez na Escola Estadual de Formação de Soldados.

FONTE: CATRACA LIVRE 

O Conselho Nacional de Justiça confirmou na última terça-feira, 12, que filhos gerados por reprodução assistida podem ser registrados sem burocracia, por casais hétero ou homossexuais



FONTE: CB 

A sociedade brasileira se acostuma com uma mudança, cada vez mais visível, da configuração tradicional das famílias no país




FONTE: OBSERVATÓRIO G

Uma pesquisa realizada pelo Williams Institute, dos Estados Unidos, revelou que 114.000 dos 700.000 casais gays que vivem juntos, têm filhos. 68% tem herdeiros biológicos. Enquanto, 21,4% optaram pela adoção.




Fonte : Abril 

Em um cartório no coração de São Paulo, os casamentos LGBT em dezembro cresceram em relação aos meses anteriores

São Paulo – Depois de 15 anos juntos, o gestor de redes sociais Marcelo Serrano e o designer Wellington Pereti decidiram oficializar sua união, prevista para o final de 2019, mas antecipada em um ano pelo temor de um “retrocesso” nos direitos LGBTI no Brasil após a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro.


Fonte : Uol

Escócia torna obrigatório ensino sobre pessoas LGBT+ nas escolas públicas

Governo considera iniciativa, pioneira no mundo, uma forma de combater LGBTfobia

A Escócia aprovou a obrigatoriedade do ensino nas escolas públicas de temas sobre pessoas LGBT+, em uma tentativa de combater a homofobia e a discriminação. O país britânico é o primeiro do mundo a tornar compulsória este tipo de matéria na educação básica.





Fonte : Justificando

“Os meus, os seus e os nossos” a possibilidade de casais homoafetivos de realizarem o sonho de ter filhos é possível desde o ano de 2015, quando o Conselho Federal de Medicina, por meio de resolução, permitiu a fertilização in vitro, também conhecida por reprodução humana assistida.

A burocracia no processo de adoção e o desejo em gerar um filho têm feito crescer a procura de casais homoafetivos por clínicas particulares especializadas em fertilização. O procedimento também é oferecido pelo SUS, contudo poucas cidades contam com esse benefício.

Página 1 de 44
Viver amor na família

O amor que nos une, nos torna uma família.

FAMÍLIA
Lei nº 12.010 de 2009 - Artigo 25 : "Entende-se por família extensa ou ampliada aquela que se estende para além da unidade pais e filhos ou da unidade do casal, formada por parentes próximos com os quais a criança ou adolescente convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade." (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009)

“Na estação da vida fomos atraídos pelo vagão do destino que nos levou para uma maravilhosa viagem de encontro ao amor.”