Direitos
    
Super User

Super User




FONTE: HUFF POST

Apesar de a homossexualidade não ser crime no país, gays sofrem constantes perseguições na Rússia.

O governo brasileiro lançou na última quinta-feira (7) uma cartilha de recomendações para os torcedores que pretendem assistir e torcer pela seleção brasileira na Copa da Rússia.

O guia consular provocou comentários ao sugerir que a comunidade LGBT evitasse "demonstrações homoafetivas em ambientes públicos".



FONTE: BRASIL247 

Além de uma república autônoma na Rússia, ser LGBT é crime em todos os participantes africanos na Copa, além de Irã e Arábia Saudita. Em contrapartida, a comunidade tem direitos plenos na Dinamarca, Islândia, Bélgica, Alemanha, França, Holanda, Portugal, Suécia, Argentina, Uruguai, Colômbia, Austrália e Nova Zelândia.

Por William De Lucca – Se dentro de campo, espera-se muita luta por parte dos jogadores das 32 seleções que disputam a Copa do Mundo da Rússia, que começa nesta quinta-feira (14), fora dele a luta dos direitos da comunidade LGBT nestes países ainda é inglória. Em pelo menos sete países participantes da competição, ser gay, lésbica, bissexual, travesti ou transexual é crime, com penas de prisão e até de morte.




FONTE: METROPOLES

O mês de junho não é só dos namorados. A época celebra também o Orgulho LGBT+, e o assunto é tendência nas passarelas desde os desfiles da última temporada – quando grifes internacionais, como a Burberry e Alice + Olivia, exibiram tênis, capas, vestidos, moletons e outros acessórios nas cores do arco-íris.

Este mês, diversas brands de vários segmentos declaram seu apoio à causa. O universo fashion abraça o queer: roupas e acessórios ganham cores e estampas temáticas.


FONTE: IG ()

A  Copa do Mundo começou nesta quinta-feira (14) na Rússia e, com ela, teve início também uma 'segunda copa'. Trata-se da 'Rainbow Cup', uma campanha de protesto e resistência da comunidade LGBT contra a homofobia no país-sede do Mundial. 




FONTE: Newsletter da LSVD Berlin - Brandenburg

Amanhã, 14/06/2016, a Copa do Mundo dos Homens começará na Rússia. Em sua política de direitos humanos, a Fifa se comprometeu a trabalhar pela proteção dos direitos humanos e combater a discriminação baseada na orientação sexual em todas as suas atividades.
Christian Rudolph, Conselho Federal da Associação de Lésbicas e Gays (LSVD), explica:





FONTE: EL PAIS

O Brasil é o país que mais mata LGBTs do mundo. Segundo um levantamento do Grupo Gay da Bahia, em 2017, foram 445 mortes de pessoas LGBTs

Era aniversário da cidade. Festa na praça. Eu vi o pai dela de longe (ele me secava com se quisesse eliminar a minha existência). E em seguida, eu vi ela. E ela sorriu para mim. Virei para o lado e só senti as mãos do pai dela no meu pescoço. Com ajuda de amigos, consegui fazer com que ele soltasse do meu pescoço.

A marca dessa homofobia ficou no meu pescoço por quase uma semana e foi o tempo que eu também tive de dificuldades para respirar.




FONTE: OBSERVATORIOG 

Ativistas LGBT costa-riquenhos exigiram um pronunciamento do Tribunal Superior local a favor do casamento homoafetivo como sugere a consulta feita pelo governo à Corte Interamericana de Direitos Humanos que pede aos estados do país a garantia de direitos familiares da comunidade LGBT. Com informações da Agência Effe.

O texto criou uma verdadeira polêmica nos últimos meses, muitos acreditam que se acatadas, as normas estariam acima da Constituição do país. Integrantes de movimentos LGBT locais esperam que uma série de sessões que buscam anular o artigo do Código de Família que estabelece o casamento apenas para relações heterossexuais.

Os ativistas reivindicam reformas legais para que os juízes da Sala Constitucional sejam escolhidos pelo povo e não através da Assembleia Legislativa, como acontece atualmente. Desta forma iria evitar ingerências políticas.

“Os juízes da Sala Constitucional estão aqui para se pronunciar a favor dos direitos humanos e para cumprir uma ordem que está acima de nossa Constituição”, declarou Víctor Hugo Monge, diretor do Movimento Diversidade.

Um dos avanços mais recentes relacionados a comunidade LGBT aconteceu na última segunda-feira (14) quando uma reforma no Regulamento do Estado Civil passou a permitir a mudança de nome por identidade de gênero, como anunciou o Supremo Tribunal Eleitoral da Costa Rica (TSE), além da retificação do sexo, eliminando, no caso dos transgêneros, a certidão de nascimento em todas as células de identidade.





FONTE: REVISTA NOSSA

Quem assume sua verdade, age de acordo com os valores da vida, mesmo enfrentando o preconceito e pagando o preço de ser diferente, passa credibilidade, obtém respeito e se realiza. É com esse pensamento que os apaixonados Alencar Santos, 34 anos, formado em técnica vocal e piano clássico e Nando Oechsler, 34 anos, empresário e decorador, se tornarão o mais novo casal de homens que unem os laços em Jaraguá do Sul no mês de junho.


FONTE: TECMUNDO

Durante todo o mês de junho, os usuários do Twitter vão poder utilizar um novo emoji para comemorar o mês do Orgulho LGBT. "O Twitter lança um emoji especial que poderá ser utilizado em diversos países até o dia 30 de junho", anunciou a rede social.

Os usuários no Brasil poderão twettar as seguintes hashtags para visualizar a imagem que traz a bandeira arco-íris usada pelo movimento LGBT dentro de um coração: #OrgulhoLGBT, #AmorÉAmor, #OAmorVence e #ParadaDoOrgulho.

Vale notar que a 22º edição da Parada do Orgulho LGBT (@paradasp) de São Paulo está marcada para este domingo (3) e tomará a Avenida Paulista. Segundo o Twitter, am São Francisco, nos EUA, e em Dublin, na Irlanda, funcionários da empresa participarão de Paradas em homenagem à data com carros alegóricos feitos exclusivamente para a comemoração.




A partir desta sexta (25), Museu da Diversidade Sexual reúne imagens de diferentes manifestações do orgulho LGBT

FONTE: SÃO PAULO 

Muito além de cores, a bandeira LGBT representa luta e identidade. Diferentes manifestações ao redor do mundo reforçam a necessidade de inclusão e respeito à comunidade. Em São Paulo, a partir desta sexta-feira (25), o Museu da Diversidade Sexual traz a exposição “Com Muito Orgulho” para reunir memórias de resistências locais e internacionais.

Página 1 de 23
Viver amor na família

O amor que nos une, nos torna uma família.

FAMÍLIA
Lei nº 12.010 de 2009 - Artigo 25 : "Entende-se por família extensa ou ampliada aquela que se estende para além da unidade pais e filhos ou da unidade do casal, formada por parentes próximos com os quais a criança ou adolescente convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade." (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009)

“Na estação da vida fomos atraídos pelo vagão do destino que nos levou para uma maravilhosa viagem de encontro ao amor.”