ABRAFH
    
Domingo, 12 Novembro 2017 23:54

Sobre a ABRAFH

No Brasil, atualmente, há um número significativo de famílias homoafetivas ou com membros LGBTI. A ABRAFH surge para preencher uma lacuna decorrente da ausência de legislação específica e para incentivar a elaboração de políticas públicas que assegurem os direitos individuais em uma sociedade cada vez mais plural.

A Associação busca promover o debate e a conscientização da sociedade para cessar as violências verbais (discursos de ódio, bullying) e físicas (espancamentos e assassinatos) contra a comunidade LGBTI, zelando, assim, pelo bem-estar de crianças e adolescentes dessas  famílias.

Registro civil em famílias LGBTI, adoção, técnicas de reprodução assistida e jurisprudência existente estão entre os temas prioritários para a ABRAFH.

Em resposta ao preconceito e à intolerância, pregamos e praticamos o respeito às diferenças. Que as próximas gerações possam encontrar uma sociedade mais livre, igualitária e evoluída. E que, um dia, ainda vejamos nascer uma Associação Brasileira de Todas as Famílias!

ABRAFH – Associação Brasileira de Famílias Homoafetivas, tem sede no Rio de Janeiro e representação em Brasília e São Paulo, e conselheiros, membros fundadores, associados, amigos e apoiadores em todo o país.

NOSSA MISSÃO
Nossa missão é ampliar a conscientização da sociedade e preencher uma lacuna decorrente da ausência de legislação específica dos direitos LGBTIs. Nosso objetivo é incentivar a elaboração de políticas públicas que assegurem os direitos individuais em uma sociedade cada vez mais plural.

NOSSA VISÃO
Nossa visão é ser referência na luta pela igualdade, pela aceitação, pelos direitos e pela proteção das famílias LGBTIs de todo o país. Mais do que méritos, queremos resultados representativos para que, no futuro, exista apenas a Associação Brasileira de Todas as Famílias.

NOSSA VALORES

  • Proteger as famílias LGBTIs
  • Lutar pela garantia dos diretos de todas as configurações familiares
  • Ser uma associação laica e apartidária
  • Agir com bom senso
  • Apresentar resultados

NOSSOS OBJETIVOS

  • Criar um canal de comunicação e estabelecer uma rede de colaboração / interação com as famílias homoafetivas
  • Assegurar a representatividade das famílias homoafetivas, de forma a fortalecer os direitos e a proteção à todas as configurações familiares
  • Ampliar a conscientização acerca da importância do respeito à diversidade e aos direitos individuais
  • Tornar a ABRAFH referência nas questões judiciárias, psicológias, sociais e políticas sobre famílias LGBTI.

POSICIONAMENTO DA ABRAFH SOBRE O ESTATUTO DA FAMÍLIA

  • Repúdio à aprovação do parecer do deputado Diego Garcia, relator na Comissão Especial sobre Estatuto da Família (PL 6.583/13)
  • A ABRAFH reprova toda iniciativa que visa desqualificar e excluir qualquer pessoa da tutela jurídica do Estado.
  • Estado tem o dever de prover Educação, Segurança, Saúde e Dignidade, assegurando a todos o respeito à intimidade e ao livre arbítrio.
  • Todos são iguais perante a Lei, assim reza nossa Constituição Federal em seu Artigo 5º. E assim deve legislar o Congresso Nacional, em defesa de todos.
  • A Constituição Federal assegura proteção especial à família, sem identificar seu formato.
  • Supremo Tribunal Federal, ao interpretar o conceito de união estável, afastou a diferença do sexo de seus integrantes para ser reconhecida como entidade familiar.
  • Estado deve ser Laico e editar leis sem a interferência de qualquer religião.
  • Defendemos as famílias, em toda sua pluralidade e em todas as suas configurações.
  • Brasil deve estar em consonância com o que acontece em nações do Primeiro Mundo e nossos países vizinhos.
  • Defendemos Civilidade e Cidadania. Direitos a todos. Não à exclusão. Não à imposição. E sobretudo Não à violência



Link para a nota de repúdio da OAB assinada pela ABRAFH:

http://abrafh.org.br/Documentos/ABRAFH_NotaRepudio_EstatutoFamilia_PL6528_2013.pdf

Viver amor na família

O amor que nos une, nos torna uma família.

FAMÍLIA
Lei nº 12.010 de 2009 - Artigo 25 : "Entende-se por família extensa ou ampliada aquela que se estende para além da unidade pais e filhos ou da unidade do casal, formada por parentes próximos com os quais a criança ou adolescente convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade." (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009)

“Na estação da vida fomos atraídos pelo vagão do destino que nos levou para uma maravilhosa viagem de encontro ao amor.”